Taxa de bits foi reduzida para não sobrecarregar infraestrutura de dados durante a pandemia

Netflix, após reduzir a taxa de bits na Europa para amenizar a demanda de sua infraestrutura de dados, voltou a normalizar a qualidade do streaming no continente. Inclusive, produções 4K HDR já estão disponíveis em algumas regiões. “À medida que as condições de rede melhorarem, começaremos a restabelecer os limites de taxa de bits que reduzimos em março, país por país”, contou a empresa. A redução da qualidade dos vídeos aconteceu em março, quando o parlamento europeu solicitou que companhias de streaming limitassem a taxa de bits, já que, durante a pandemia de coronavírus e o consequente isolamento social, a infraestrutura de dados estava sobrecarregada, prejudicando o acesso a serviços essenciais, como notícias e home office. Na época, a Netflix acatou o pedido e reduziu a taxa de bits para um limite de 7 MB/s, o que prejudicou a visualização de conteúdos em 4K HDR e em HD. Agora, a companhia informou que já está trabalhando junto às operadoras para voltar a viabilizar os 15 MB/s convencionais em países como Alemanha, Noruega e Dinamarca. Além disso, a Netflix afirmou que reforçou sua própria infraestrutura para lidar com o aumento da demanda.

“Nos últimos dois meses, aumentamos mais de quatro vezes nossa capacidade normal para lidar com o aumento da demanda e ajudar a manter a qualidade do nosso serviço aos assinantes”, disse a companhia.

Vale lembrar que essas informações são referentes à situação na Europa. A Netflix não mencionou quando restabelecerá a qualidade do streaming no Brasil.

 

Via: Terra 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *