SAMU Regional Imperatriz divulga atendimentos de Covid-19 realizados em julho

O número de casos baixou, mas está crescente nas bases descentralizadas em outros municípios.

O SAMU 192-Regional Imperatriz divulgou na terça-feira,11, o número de ocorrências de atendimentos relativos à Covid-19 no mês de julho. Nesse período, passaram pela Central de Regulação de Urgências, 614 caos suspeitos ou confirmados da doença em toda a regional composta por uma população de 1 milhão de habitantes atendida diariamente pelas 14 bases descentralizadas.

Em Imperatriz, na sede do serviço, foram atendidos em julho 115 casos, uma média de quatro atendimentos por dia. Houve uma redução na procura pelo atendimento em relação ao período considerado como pico da doença.

“Nossa média de atendimentos de Covid-19 em Imperatriz no pico da pandemia era de 14 atendimentos e hoje caiu para quatro diariamente, uma diminuição de 71%. Apesar das dúvidas no início da pandemia, hoje os nossos profissionais estão mais confiantes, por conhecerem mais esta doença”, ressalta a coordenadora geral do SAMU 192, Kelma Melo dos Santos Costa.

Ela ressalta que a redução não muda a forma de trabalho e os profissionais têm consciência que a batalha contra o vírus não está vencida.

“Hoje temos a consciência que a batalha não está vencida, mas estamos vencendo e que o apoio de todos é fundamental para continuarmos nesta batalha”, completa.

Dos atendimentos feitos na cidade de Imperatriz, 64% foram ocorrências e 36% foram transferências inter-hospitalares.

Situação em outros municípios

Na contramão de Imperatriz, as bases descentralizadas localizadas em municípios como Barra do Corda, Balsas, Grajaú, Alto Parnaíba vêm registrando aumento na procura pelo atendimento de casos de Covid-19.

Kelma Melo destaca o apoio que o SAMU Regional Imperatriz vem recebendo. “Temos recebido apoio que é algo fundamental, o mais recente deles foi a valorização dos profissionais da saúde com abono de R$ 400, que apesar de sabermos que é o nosso dever isso mostra o reconhecimento da gestão com os funcionários”.

 

João Rodrigues / Ascom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *