Programa “Consultório na Rua” mantém atendimento com ajustes devido à Covid-19

Diante da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a Secretaria Municipal de Saúde, Semus, fez adequações e mantém o programa “Consultório na Rua” voltado a pessoas que vivem um cotidiano marcado pela vulnerabilidade, fome, abandono, desprezo e violência.

O programa desenvolvido pela Prefeitura de Imperatriz em parceria com o Governo Federal possui uma equipe multidisciplinar que faz rondas na cidade no período da noite, entre segunda e quinta-feira, levando atendimento médico, orientação, preservativos entre outros ao público-alvo. Também são entregues preservativos para profissionais do sexo que atuam na cidade.

A coordenadora do programa, Flavia da Silva, explica que devido às recomendações das autoridades em saúde, foi necessário adotar adequações como a redução no número de pessoas que participam da ronda para evitar aglomeração.

“Nós nunca paramos, apenas reduzimos os funcionários através de uma escala e continuamos atendendo o pessoal em situação de rua entregando preservativos e equipamentos de proteção para a Covid, como máscaras”, informa a coordenadora.

A equipe composta por médico, enfermeira, psicólogo, assistente social, agente social e pessoas de apoio, também usa Equipamento de Proteção Individual, EPI, como máscara facial, tocas, luvas e avental.

Graças à parceria com uma igreja evangélica, o programa distribui alimentos entre os moradores de rua. No atendimento, os profissionais fazem um cadastro para melhor  acompanhamento. Como muitas dessas pessoas fazem uso indiscriminado de bebida alcoólica e drogas, o programa oferece encaminhamento ao hospital, Centro Pop ou Centros de Atendimento Psicossocial, CAPS, conforme a demanda, e desde que essas pessoas desejem este atendimento complementar. A legislação não permite que pessoas em situação de rua sejam internadas compulsoriamente em clinicas de recuperação da dependentes químicos.

“Com a pandemia nós nos preocupamos em orientá-los, também sobre a importância do uso da máscara, de manter o distanciamento e evitar aglomeração para prevenção”, reforça.

Ação

Em uma van, os profissionais do “Consultório na Rua” iniciam a ronda em frente a UBS Beira-Rio e percorrem vários locais onde as pessoas em situação de rua costumam se reunir como calçadas de prédios da antiga rodoviária, Praça Brasil, viaduto entre outros pontos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *