Pedreiras: Famliares e amigos do jovem Djorkaef pedem justiça durante protesto

Familiares e amigos do jovem Djorkaef Johan Pereira da Silva, 19 anos de idade, que residia no Residencial Lolita, que foi assassinado a golpes de arma branca na madrugada do dia três (03), quando participava de uma festa no povoado Angical I, na MA-381, que liga Pedreiras ao Município de Joselândia, participaram de uma manifestação pelas ruas da cidade, finalizando em frente ao prédio do Ministério Público, pedindo justiça e agilidade, para que o suspeito seja preso e pague pelo crime que cometeu. A manifestação foi realizada na quinta-feira (21.10).

Sobre o caso

Segundo informasções da tia de Djorkaef, a senhora Francisca Jacinta Pereira, ele, a mãe e amigos estavam em uma festa, quando uma jovem avisou que o namorado dela esta sendo agredido, Djorkaef saiu correndo para socorrer o amigo, mas ao chegar, conta a tia, que ele ao tentar se defender, foi alvejado com uma facada, no momento a mãe chegou e para proteger o filho, deitou sobre ele, conta a tia, que a mãe também foi agradida por outros elementos e Djorkaef voltou a ser golpeado mais uma vez, vindo a morrer.

Fotos: Reprodução de vídeo da família

Inquérito Policial

O Delegado Regional de Pedreiras, Dr. Diego Maciel Ferreira, disse que o inquérito está em andamento, chegando em fase de conclusão, bastante adiantado, bem antes do prazo, que é de 30 dias.

O suspeito de tirar a vida de Djorkaef não foi preso porque houve apresentação espontânea, impedimento legal, uma vedação à prisão, conforme a lei.

 

 

FONTE: Blog do sandrovagner.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.