Mais 2,3 milhões de medicamentos de intubação serão distribuídos

Mais 2,3 milhões de medicamentos de intubação orotraqueal (IOT) serão distribuídos pelo Ministério da Saúde a partir desta sexta-feira (16). Os insumos foram adquiridos na China e doados ao Governo Federal por um grupo de empresas formado pela Petrobras, Vale, Engie, Itaú Unibanco, Klabin e Raízen.

“A obrigação de adquirir esses medicamentos é de estados e municípios. Todavia, estamos em uma emergência pública internacional e nós temos que tomar as providências necessárias para assegurar o abastecimento em todo o país, principalmente em municípios menores que não têm condições de compra”, afirmou o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

“Com base em experiências anteriores, a expectativa é de que, em menos de 48 horas, os medicamentos sejam distribuídos para todos os estados”, ressaltou o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz.

Desde o início da crise da Covid-19, o Ministério da Saúde já enviou aos estados e municípios mais de 8,6 milhões de medicamentos para intubação. Além disso, atua na aquisição de medicamentos hospitalares por outros meios: há dois pregões em aberto e está em andamento uma compra direta via Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).

Veja a distribuição dos medicamentos por Unidade Federativa

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *