Filme gravado por cineasta Imperatrizense gera expectativa ao público da Terra do Frei

Filme gravado por cineasta Imperatrizense gera expectativa ao público da Terra do Frei.

IMPERATRIZ – No roteiro do curta-metragem “Não existem mártires, apenas marketing”, gravado integralmente em Imperatriz, semana passada, não faltam mistério, suspense e elementos futuristico.

De autoria do cineasta imperatrizense, João Luciano, o projeto audiovisual foi o único da Região Tocantina aprovado pelo edital estadual de investimento.

A história se passa em Imperatriz com três amigos (dois atores de São Luis e uma de Imperatriz), que ao descobrirem um mistério em torno da cidade, passam a tentar desvendá-lo. Nessa saga, eles se deparam com vários situações que prometem surpreender o público.

As gravações foram em pontos estratégicos da cidade, sendo que a ponte Dom Afonso Gregory, sobre o Rio Tocantins, que liga Imperatriz (MA) a São Miguel do Tocantins foi o local de encerramento do trabalho no último domingo (31).

Durante cinco dias o set de gravações foi numa sala de aula e no corredor de um conhecido cursinho pré-vestibular da cidade.

“Filmamos em pontos estratégicos como na Beira-Rio, Centro e ponte para mostrarmos uma Imperatriz que não remete tanto ao estereótipo do que a gente vê no dia a dia, para mostrar para as pessoas uma Imperatriz que elas não vêem”, explica João Luciano.

A equipe que participou do filme, entre produtores e atores, foi em torno de 20 pessoas, que vieram de Belém (PA), São Luís e também de Imperatriz.

O resultado do edital que contemplou o projeto audiovisual é de 2019, mas devido a pandemia efetivamente só no ano passado saiu o resultado.

“A gente ficou nesta espera e procurando pessoas para compor o elenco. Fizemos testes de elenco em junho, pedimos para várias pessoas enviarem vídeos e finalmente chegamos aqui a uma semana para as gravações”, ressalta a produtora executiva Tamires Cecin.
Formado em cinema e audiovisual pela Universidade Federal do Pará(UFPA), João Luciano teve chega a segunda produção em Imperatriz, a primeira foi um documentário sobre a panelada, prático típico da culinária imperatrizense.

“Tenho muito orgulho de está filmando aqui e feliz, também, por trazer muitos dos meus colegas de Belém e ter novas pessoas que encontramos em Imperatriz para fazer essa troca de experiências e começar a formar uma cena audiovisual mais presente”, comemorou o cineasta de 32 anos.

Tamires adiantou que ficou feliz pela acolhida do filme pela cidade, em especial pelos empresários que apoiaram tornando possível a realização das filmagens. Ela ficou bem impressionada com os talentos encontrados na cidade e a enriquecedora troca de experiências.

“Esta é minha primeira vez que saio de Belém, principalmente por causa do João, e ele já tinha feito um tuor por algumas escolas para divulgar o audiovisual e isso foi muito legal. Sinto que a cidade tem um potencial enorme para o turismo e o cinema veio para ajudar isso, tem um potencial artístico muito grande também e o filme é uma semente que está sendo plantada para outras produções”, destaca Tamires.
Ela fez questão de acrescentar que assim como ela, o Joao e outros do grupo, (todos são cineastas formados em universidade pública) gostou da boa impressão do filme, mesmo antes de ter sido concluído. “Já vi gente dizer que quer estudar, mas para atuar é também muito importante este retorno. Estamos vindo de universidade pública e é importante darmos este retorno a sociedade”.

Lançamento – Com o encerramento das filmagens, o próximo passo será a etapa de pós-produção, que envolve edição, trilha sonora e inclusão de cor. A previsão de lançamento é para março de 2023.

Assim que o filme estiver pronto serão postadas nas redes sociais do “Coletivo Inovador, Talvez”, liderado por João Luciano, o making off e traller do filme. Vale a pena esperar, mas antes disso, deve ficar pronto e ser lançado um outro filme do grupo, denominado “Fãs mais rebeldes que a banda”. O Coletivo vem realizando vários trabalhos que aos poucos vão sendo lançados pelo país.

Texto : João Rodrigues foto: Mauricio Martins

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.