Barra do Corda conta com mais um abatedouro frigorífico com registro na AGED

Durante esta semana, a Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED/MA) está acompanhando abates experimentais e capacitando servidores que passarão, a partir desta segunda-feira (18), a inspecionar os produtos fabricados pelo abatedouro frigorífico em Barra do Corda a receber o mais novo registro no Serviço de Inspeção Estadual (S.I.E-MA). O empreendimento é o segundo na região a receber o registro da AGED.

Sob o registro SIE-MA 0068, o abatedouro tem capacidade para abater até 40 cabeças de gado por dia e deve atender a cidade de Barra do Corda e os municípios vizinhos. Com registro no Serviço de Inspeção da AGED, o frigorífico está apto a comercializar seus produtos em todo território maranhense. O abatedouro é acompanhado pela AGED desde o início, pois o estabelecimento, um ano atrás, teve sua atividade suspensa para reformas e adequações ao RIISPOA, e esta semana se prepara para reiniciar sua produção de forma legal e regulada pelo SIE-MA.

O coordenador de Inspeção de Produto Animal da AGED, Marcelo Falcão, lembra que um produto com o selo SIE é garantia de uma carne de qualidade e com segurança alimentar para o consumidor. “É uma grande conquista para a Regional e para o município de Barra do Corda, que passará a contar com duas plantas frigoríficas de bovinos e, em breve, provavelmente, a primeira planta frigorífica de suínos registrada no SIE-MA, tornando-se uma região de referência para os setores agro produtivos voltados à produção de proteína animal”, disse Marcelo.

O avanço da indústria frigorífica é o reflexo do potencial da região. Em Barra Corda, a AGED possui uma Unidade Regional que atende a oito municípios. Os números da região apontam para o desenvolvimento da agroindústria. Do quantitativo de bovinos, ali existem mais de 929 mil cabeças de gado bovino, espalhados em mais de 10 mil propriedades. Além de bovinos, a região ainda possui propriedades com criação de suínos, ovinos, caprinos, aves e equídeos.

SIE com equivalência ao SISBI

Além de garantir a saúde pública e qualidade dos produtos que chegam até a mesa do consumidor maranhense, a AGED trabalha alinhada à política de governo para o desenvolvimento do Maranhão, especialmente para fortalecer e alavancar os negócios do homem do campo.

Um exemplo disso é a certificação de equivalência do Serviço de Inspeção Estadual (SIE) da AGED ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI-POA), em que o governador Flávio Dino e a diretora Geral da AGED, Fabiola Ewerton, receberam das mãos da ministra da Agricultura, Teresa Cristina, durante evento em Fortaleza-CE, em março deste ano.

De acordo com a diretora Fabiola, o governo tem investido em condições que possibilitam o avanço econômico do Estado e com a adesão do Maranhão ao SISBI, o que significa a equivalência do SIE ao SIF (Serviço de Inspeção Federal), isso vai permitir que os empresários maranhenses ampliem os negócios em todo Estado e ganhem cada vez mais espaço no mercado nacional para comercialização de produtos.

A AGED agora trabalha para que a indústria do segmento cárneo no Estado seja incluída na adesão ao SISBI, possibilitando, por exemplo, que o abatedouro frigorífico de Barra do Corda possa ampliar seu atendimento para estados próximos, como Piauí e Tocantins.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *