Aberta campanha de prevenção e tratamento da hanseníase

Durante todo o mês serão realizadas ações de prevenção e combate à doença.

Com palestra e blitz educativa, foi aberta oficialmente na manhã de sexta-feira, 15, na Unidade de Saúde Ana Daves Neta Silva Sousa, no Parque do Buriti, mais uma edição da campanha Janeiro Roxo, de conscientização e combate à hanseníase. Por orientação da Secretaria Municipal de Saúde, Semus, todas as UBS vão realizar ações de conscientização e combate à doença.

Diante de um público composto por usuários do Sistema Único de Saúde, SUS, que aguardavam atendimento na recepção da UBS, a coordenadora da Atenção Básica em Saúde, Sormanne Branco, reforçou a orientação sobre como identificar os primeiros sinais e sintomas da hanseníase e como procurar tratamento.

“Na campanha Janeiro Roxo intensificamos as ações de tratamento da hanseníase, uma das doenças mais antigas do mundo. Além disso, estamos orientando a população que o primeiro atendimento é na Unidade Básica de Saúde. Caso seja sugestivo para a hanseníase, a pessoa será encaminhada para o nosso Centro de Especialidades que se encontra na UBS Milton Lopes”, ressaltou Sormanne.

No Centro de Especialidades existe estrutura e pessoal para realizar exames que fecham o diagnóstico da doença, sendo que uma vez seja comprovada, o paciente será encaminhado novamente para a UBS de seu bairro, onde realizará o tratamento.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Gisele Vieira, alertou que a situação de Imperatriz é de município endêmico, o que reforça a necessidade da campanha.

“Em Imperatriz temos um número significante de pacientes em tratamento e outros novos que entram diariamente. Então podemos perceber que é uma doença presente em todas as localidades da cidade e as pessoas infectadas precisam ser tratadas, se não poderão ficar bastante debilitadas e infelizmente ter deformações permanentes”, justificou a coordenadora.

Quanto mais cedo o tratamento, maiores são as chances de cura. Os primeiros sintomas a serem observados são a falta de sensibilidade e escurecimento da pele.

“No momento que você perceber uma lesão de pele com queda de pelos no local, sensibilidade alterada e que você note que não tem nenhum tipo de dor e nem sensação de calor ou frio e mudança de cor, você deve procurar a UBS para avaliar a mancha”, complementou Giseli Vieira.

Todas as Unidades Básicas de Saúde vão realizar ações durante este mês com exames e palestras. “Temos enfermeiros preparados e também agentes comunitários de saúde e, no momento que o paciente apresenta qualquer suspeita de hanseníase, estamos de portas abertas para atender das 8h às 12 h e das 14h às 17h”, disse a coordenadora da UBS do Parque do Buriti, Josilene Maciel.

Blitz Educativa

Após a abertura com a palestra, coordenadores e demais servidores da saúde participaram de uma blitz educativa na rua D. Pedro II. Com faixas e cartazes, eles distribuíram material educativo aos motoristas.

“Acho muito boa esse tipo de atitude e Imperatriz precisa muito, graças Deus. Espero que possa melhorar muito mais”, disse o auxiliar de servidores gerais Raimundo Pereira.

De passagem pela blitz, Josino Pereira de Sousa também aprovou a ação. “Acho que isso aí é uma coisa muito boa, prevenir é sempre o melhor remédio”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *