122 mil vagas em cursos online gratuitos

Para viabilizar a oferta, ministério investiu R$ 60 milhões por meio do programa Novos Caminhos

Ministério da Educação (MEC) investiu R$ 60 milhões para incentivar a abertura de 122 mil vagas em cursos de qualificação profissional a distância na rede federal de educação profissional, científica e tecnológica. Em abril, foram abertas 86.020 vagas, em diversos cursos, em parceira com 31 instituições de ensino.

A iniciativa, uma ação do programa Novos Caminhos, é viabilizada com recursos da pasta e infraestrutura das instituições de ensino parceiras.  As vagas são liberadas à medida em que são confirmados os acordos entre o MEC e as instituições participantes.

Até junho, mês previsto para o fim da ação, a expectativa é que sejam criadas, ao todo, 122 mil vagas de qualificação profissional online em todo o Brasil. 

O Ministério considera como prioritária a geração de oportunidades de qualificação profissional neste momento de restrição de mobilidade social. “Na retomada econômica, é fundamental que estejamos preparados para os desafios do mercado”, afirmou o secretário de Educação Profissional e Tecnológica do ministério, Ariosto Antunes Culau. 

Para conhecer o programa, entre aqui.

Como se inscrever para os cursos técnicos 

Os processos seletivos para o preenchimento das vagas abertas no mês passado vão ocorrer durante o mês de maio e os interessados de qualquer parte do Brasil podem se inscrever. 

Os cursos oferecidos são gratuitos e abrangem áreas como: ciências agrárias, desenvolvimento de jogos e aplicativos para mídias sociais, tecnologia da informação, administração, logística, meio ambiente, agroindústria, comércio exterior, fotografia, empreendedorismo. A carga horária e escolarização mínima exigida variam de acordo com a oferta.

Vagas abertas 

Conheça algumas instituições públicas com vagas abertas:

 – Instituto Federal do Rio Grande do Norte:  inscrições abertas para 4.200 vagas em 10 cursos até o dia 14 de maio, com carga horária que varia de 160 a 200 horas. Os candidatos podem escolher entre cursos de agente de alimentação escolar; agente de inclusão digital em centros públicos de acesso à internet; assistente administrativo; assistente de secretaria escolar; instalador e reparador de redes de computadores; montador e reparador de computadores; operador de computador; programador de sistemas; programador de web; e vendedor. 

Segundo o instituto, a classificação e o preenchimento das vagas será por ordem de inscrição. A lista dos aprovados será divulgada no dia 15 de maio. A previsão de início das aulas é dia 29 de maio. 

– Instituto Federal do Sertão Pernambucano:  2.040 vagas, distribuídas em 23 cursos. As inscrições podem ser realizadas até dia 13 de maio. A escolaridade mínima exigida depende do curso. Há oportunidades para ensino fundamental incompleto, ensino fundamental completo e ensino médio completo. A carga horária vai de 160 a 300 horas. 

Eis as oportunidades oferecidas: 

Campus Petrolina Zona Rural

  • agente de desenvolvimento cooperativista;
  • agricultor orgânico; 
  • assistente administrativo; 
  • assistente de logística; 
  • assistente de planejamento, programação e controle de produção; 
  • assistente financeiro; 
  • sommelier;
  • vendedor.  

Campus Petrolina

  • assistente administrativo; 
  • recepcionista; 
  • organizador de eventos; 
  • agente de desenvolvimento socioambiental;
  • agente de gestão de resíduos sólidos; 
  • auxiliar pedagógico; 
  • contador de histórias; 
  • agente de projetos sociais; 
  • operador de computador; 
  • programador web.  

Campus Santa Maria da Boa Vista

  • mestre de obras;
  • assistente administrativo; 
  • auxiliar de agropecuária.   

Campus Floresta

  • agricultor orgânico; 
  • programador de sistemas. 

– Universidade Federal de Viçosa: Abre inscrições para 2.090 vagas em 33 cursos, entre os dias 11 e 15 de maio . Os interessados podem se candidatar no site da instituição. A carga horária varia de acordo com a opção escolhida e pode ser de até 400 horas. A escolaridade mínima pode ser ensino fundamental incompleto, ensino fundamental completo ou ensino médio completo, a depender do curso.

Confira a seguir as oportunidades oferecidas:

  • administrador de banco de dados;
  • agente comunitário de saúde; 
  • agricultor familiar;
  • agricultor orgânico; 
  • almoxarife;
  • assistente administrativo; 
  • assistente de controle de qualidade; 
  • assistente de produção cultural; 
  • assistente de recursos humanos; 
  • assistente de secretaria escolar; 
  • auxiliar pedagógico; 
  • confeiteiro; 
  • cuidador de idoso; 
  • cuidador infantil;
  • desenhista de topografia; 
  • desenhista mecânico; 
  • eletricista industrial; 
  • eletricista instalador predial de baixa tensão; 
  • fotógrafo; 
  • garçom; 
  • instalador e reparador de redes de computadores; 
  • Língua Brasileira de Sinais (Libras); 
  • microempreendedor individual (MEI); 
  • monitor de transporte escolar; 
  • montador e reparador de computadores;
  • operador de caixa; 
  • operador de computador; 
  • organizador de eventos; 
  • padeiro; 
  • programador de sistemas; 
  • programador web; 
  • recepcionista; 
  • vendedor. 

A rede federal de educação profissional, científica e tecnológica é integrada por institutos federais, Centros Federais de Educação Tecnológica (Cefets), escolas técnicas vinculadas às universidades federais e instituições das redes estaduais, distrital e municipais. 

Fonte: Ministério da Educação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *